A Transcomunicação é um termo que ainda não consta nos dicionários, portanto, um neologismo que significa: Trans - "através", "além de" mais a palavra Comunicação. Algo como comunicação transcendental, ou melhor dizendo: comunicação interdimensional.

Podemos dizer que a psicofonia, psicografia, materializações, os fenômenos de efeitos físicos, voz direta, etc... seriam na linguagem científica atual Transcomunicação Mediúnica (TCM). As comunicações recebidas de espíritos desencarnados através de circuitos eletrônicos ganha o nome de Transcomunicação Instrumental.

Cerca de um século após o advento do Espiritismo, uma nova invasão aconteceu, desta vez, diferente no aspecto da manifestação, mas com igual conteúdo. A tecnologia é agora o meio pelo qual os espíritos se manifestam. Aparelhos eletrônicos tais como gravador, rádio, telefone, televisão, computador são, na atualidade, os "médiuns" que trazem a palavra dos espíritos. O conteúdo das mensagens e ensinamentos pouco mudou, apenas acompanhou a natural evolução do conhecimento. Os contatos entre nosso plano físico e outros planos por meio de aparelhagem eletrônica hoje, disseminados mundialmente, têm levado consolo a muitas pessoas que perderam entes queridos e desejam uma prova mais concreta de que a vida continua. O estado psíquico do operador desse tipo de aparelho é importante, pois influi no tipo de entidade comunicante, ao que parece. A transmissão eletrônica do pensamento, de duas pessoas, em planos existenciais diferentes, uma encarnada e outra desencarnada é notável comprovação científica e reforça consideravelmente a causa espírita.

A transcomunicação mediúnica (TCM), através do médium humano, foi, e ainda é, até agora o meio pelo qual os espíritos ainda falam aos encarnados. Mas, esse processo não foi aceito pelos intelectuais por causa da possibilidade de interferência parcial (ou total), do próprio médium, sobre o conteúdo da comunicação.

Pode soar estranho a proximidade do Espírito com as Leis da Física, Matemática, Eletrônica, etc... e inclusive, pode até imaginar que uma coisa nada tem a ver com a outra. A pesquisa na área da Transcomunicação Instrumental que vimos desenvolvendo em parceria com cientistas garante que não. E são esses mesmos veículos frios, e no ambiente imparcial de um laboratório que se poderá asseverar que o Espírito é real.

A transcomunicação pode ser feita utilizando-se de rádios, computadores, telefone e até mesmo obter imagens através de aparelhagem de vídeo. As imagens são chamadas de "transimagens" e trata de pessoas, paisagens e todo tipo de coisas transmitidas do plano astral que são captadas por sistemas de vídeo eletronicamente modificados para funcionar como tal.

Vozes reversas: estudando sobre TCI o que achei mais interessante é a forma que nossos comunicantes extrafísicos conseguem nos transmitir mensagens: rodando a mensagem no sentido normal escuta-se uma mensagem e invertendo a gravação escuta-se a continuação ou outra mensagem. Para nossa tecnologia atual é impossível realizar este fenômeno. Pelo que percebemos o fenômeno ocorre quando os comunicantes espirituais utilizam o ruído de fundo modulando o som transcomunicado diretamente no meio eletrônico utilizado (fita, computador, vídeo). Para isso utilizam-se da energia da própria pessoa que opera o aparelho e também tudo realizado principalmente juntamente com o uso da aparelhagem espiritual deles.

Sonia Rinaldi é uma das maiores pesquisadoras e transcomunicadora no Brasil e fundou a ANT Assossiação Nacional de Transcomunicadores, hoje com cerca de 1000 associados em todo o Brasil.

Interessante notar que após nos organizarmos aqui, do "lado de lá" descobriu-se que existem estações transmissoras, designadas especificamente para a comunicação com as pessoas do Brasil. Estações extrafísicas, ou seja, situada nos planos espirituais Há que se notar o esforço da Espiritualidade em colocar em nossas mãos evidências interessantes, que possam despertar a atenção de cientistas. Mas, há, claro, os que se negam a ver.
Quanto a esse, se há mais um detalhe francamente incoerente é que, todos os que insistem em negar a realidade do fenômeno, ou da sobrevivência, são justamente aqueles que jamais fizeram um experimento! Fazer teorias em cima do que não testaram, invalida qualquer crédito.

Existe um caso de uma mensagem transcomunicada que foi comprovada matematicamente em laboratório sua veracidade. Trata-se de um transcomunicador que desencarnou e do lado de lá enviou uma mensagem para sua esposa. De posse de sua voz transcomunicada e gravadas em fitas enquanto "encarnado" comprovou-se matematicamente em laboratório de som que trata-se do mesmo padrão que seguia exatamente o mesmo padrão vibratório da pessoa. Neste caso a transcomunicação ocorreu na secretária eletrônica de sua esposa.

A frieza dos números é a linguagem que pode despertar os céticos e materialistas, e iluminar um caminho antes escuro, pela luz do amor que permeia tudo, garantindo a esperança de vivermos para sempre. Fica evidenciado que o corpo humano é um campo de força fortemente conectado a outros planos dimensionais, tanto pelo seu bio-campo, quanto pelo campo psicoespiritual. Assim, nossa posição hoje é a que, o bloco "Transcomunicador-Aparelho-Comunicantes Espirituais" é uno como uma malha.

A Transcomunicação Instrumental se tornará tão natural, qual agora ocorre com os fenômenos da mediunidade, que será totalmente inexequível negar-lhe a legitimidade dos fatos comprovados. Será que o mundo seria (ou será) o mesmo, se a comprovação definitiva do Espírito for disseminada? Isso ocorrerá um dia. No momento que a Espiritualidade assim determinar. E aí, viveremos novos tempos.

Site da Associação Nacional de Transcomunicadores: www.geocities.com/ant-tci

 

Free Web Site Counter
hit Counter