Boa noite amigos especiais!

Quero elevar aqui minhas efusivas saudações à Guerreira da Luz, a Alma da Cachoeira, a Larissa e a Nyx. Pessoas fantásticas e maravilhosas, que elaboram para um mundo de paz, amor e concórdia entre os povos, indistintamente. Recebam meu caloroso abraço.

Elevo ainda minhas saudações ao Comando Supremo e a todo o mundo energético, que permitiram e compartilham desse momento. Salve a todos.Agradeço também a presença de todos, dos conhecedores e dos que ainda não conhecem a Cultura Racional. Sejam todos bem vindos!

Muito me honra, nessa noite, representar milhares de estudantes de Cultura Racional para levar ao conhecimento de vocês, a nova fase da natureza. A Fase Racional. Cumpre-nos, e em caráter de absoluta urgência, informar à todo o Mundo que a natureza mudou de fase. Que terminou a fase do pensamento em 1935 e entrou a Fase Racional, objeto dessa nossa Palestra.

Peço a todos que tirem o máximo de proveito de tudo que for esclarecido aqui, pois de imediato irão ver que essa noite foi um momento ímpar de uma oportunidade dada pela Natureza para todos que aqui estão, passarem à tomar conhecimento do Grande Movimento Natural da entrada da Fase do Desenvolvimento do Raciocínio e como desenvolvê-lo.

Tudo é como a natureza quer. Tudo transcorre dentro de seus movimentos e determinações. Dentro dessa nova Fase, que está vigorando, o que vale é o saber. Então a Cultura Racional traz exatamente isso. A sabedoria máxima completando tudo que até hoje se encontra embargado pelo pensamento e pela imaginação.

Somente quem acompanhou a formação desse Mundo é que pode esclarecer como tudo isso aqui surgiu e o que era o antes do ser. Quem estuda Cultura Racional, de imediato conclui que esse saber não é extraído da cabeça de nenhum ser humano, tamanha a magnitude do conhecimento que passa a ser possuidor, tendo em si mesmo, provas e comprovações e encontrando a lógica dentro do aprendizado.

Para estudar Cultura Racional, o vivente não precisa freqüentar lugar algum, pois dentro de seu próprio lar, estuda-se o Livro Universo em Desencanto e estabelece o contato com a Energia Racional e conseqüentemente o raciocínio entra em desenvolvimento.

Mas vamos ao objetivo dessa Palestra: “O mundo gira em torno de duas fases, uma que terminou e outra que iniciou. A que terminou, aí estão os seus feitos, como estão vendo o que está e o que vem acontecendo: a liquidação de seus feitos; por quê?

Porque a fase terminou e os seus feitos deixaram de ser alimentados, porque a fase terminou e entrou tudo em desequilíbrio, por falta do alimento da natureza, quer terminou a sua fase . E por isso, os feitos entraram em liquidação. Liquidação física, moral e financeira. Como aí estão vendo que a causa é o término de uma fase e o início de outra, porque não efeito sem causa.

Quem vive sem se conhecer, não pode conhecer a causa e a origem de coisa nenhuma,como aí estão todos que conhecem os efeitos, que é a liquidação física e financeira, sem conhecer a causa. E sabendo que não há efeito sem causa. E por não se conhecerem, desconhecem a causa de todos os feitos. Os que já passaram a se conhecer, todos cientes das causas, das origens e dos efeitos, porque não efeito sem causa. Quando os demais passarem a se conhecer, saberão igualmente a todos que já passaram a se conhecer.

E agora, a fase em vigor, da natureza, que substituiu a fase que terminou, é a Fase Racional, a fase natural da natureza, a fase do desenvolvimento do raciocínio, da vidência e do aparelho. Todos que já passaram a se conhecer, estão cientes de toda essa evolução que o mundo está atravessando.E agora, a Fase Racional, a fase natural da natureza, é a fase de recuperação de todos que sempre viveram sem se conhecer.E na Fase Racional, a fase do desenvolvimento ro raciocínio, todos passarão a se conhecer, a saberem que são, o porque que assim são, de onde todos vieram e para onde todos vão, como vieram e como vão.

Como estão vendo, que há necessidade em benefício de todos e em benefício de si mesmo, todos passarem a se conhecer o mais depressa possível, para deixar de assim ser: pensador, sofredor e mortal, porque passando a se conhecer, vai mudar de classe. Mudando da classe de animal Racional para a classe Aparelho Racional. E como aparelho Racional, vai amenizando os males da vida, os males do corpo, por estar ligado à Energia Racional, desenvolvendo o raciocínio, a vidência e o aparelho.

Começando a se equilibrar, e os males do corpo e da vida diminuindo cada vez mais; por quê? Por estar ligado à outra energia, à energia Racional. Começando a ficar mais Racional do que animal. Até ficar totalmente Racional. Aí passa para outra classe, a classe de Racional. E é por isso que há a necessidade de levarmos ao conhecimento de todos, para quem vive sem se conhecer, passar a se conhecer, para deixar de permanecer nesta classe inferior de animal Racional e passar para classe superior, a de Aparelho Racional, por estar ligado à Energia Racional. Aí melhorando o seu estado de ser e enxergando a vida de forma melhor do que enxergavam como animal Racional.

Da melhor forma por que? Pelo desenvolvimento do raciocínio, da vidência e do aparelho. E com o equilíbrio feito pela Energia Racional, todos melhorando em tudo e sempre de bem para melhor, por estar ligado à energia mais poderosa do mundo, que é a Energia Racional, por toda esta evolução ser uma evolução natural da natureza.

Para ver que a necessidade, para que todos se conheçam, é muito grande, porque que não se conhece, vive em conflito, porque o conflitante é que vive sem se conhecer. E não sabiam como se conhecer. E por isso, ninguém sabia dizer o porque que era assim como é. Ninguém sabia dizer porque pensava e porque imaginava. Ninguém sabia dizer porque existia.

Para verem que estavam num curso primário, e por ser um curso primário, muito atrasado, ninguém sabia dizer o porque existia. Ninguém sabia dizer o porque eram assim. Ninguém sabia dizer o porque eram assim. Ninguém sabia dizer porque foram feitos assim. Ninguém sabia dizer porque eram desse jeito. Ninguém sabia dizer o porque que todo pensador era um sofredor e mortal, porque estavam num curso primário, muito atrasado. Ninguém sabia dizer porque pensava, porque imaginava, o que era o raciocínio, a causa do raciocínio, o mundo de origem da causa do raciocínio.

Viviam todos sem se conhecer e mantendo esse curso primário da vida do nada, como se tudo fosse.E vendo que era um curso primário, por isso, ninguém sabia o porquê que assim era e o porquê que todos aí existiam.

Ninguém sabia dizer o porquê de tantos mistérios, enigmas e fenômenos. Ninguém sabia dizer o porquê desse curso primário. Ninguém sabia dizer a causa e a origem do artifício e o porquê que houve necessidade dele existir. Ninguém sabia dizer porque era assim como é. Ninguém sabia dizer por que vivia às custas de quem lhe fez e fez tudo para manter o que fez.

E assim era a vida do pensador, pensar que a sabedoria do nada tudo era e vendo que a sabedoria do nada nada era, por tudo terminar em nada. Mantendo esse curso primário.

Primário sim, por tudo terminar em nada, por quê? Porque todos viviam sem se conhecer. Curso primário por quê? Porque para o pensador a vida não tinha solução.Curso primário por quê? Porque para o pensador a vida era essa mesma e ninguém se conformava com ela; por quê? Porque ninguém se conformava com o sofrimento e a morte, e vivia nessa contradição, dizendo que a vida era essa e ninguém se conformava com ela. Ninguém queria sofrer e sofria. Ninguém queria morrer e morria.

E esse curso primário era cheio de contradições, e por ser cheio de contradições, como é que viviam? Viviam uns contra os outros, destruindo uns aos outros, porque o curso primário não tinha condições de equilibrar todos, por ser um curso primário. Então, uns tantos, mais ou menos equilibrados e outro tanto, muitos desequilibrados. E daí, uns bem e outros mal.

Uns bem em tudo e outros mal em tudo; por quê?
Porque o curso primário não tinha condições de equilibrar todos, por ser um curso primário. O desequilíbrio imperava. E ai está provado e comprovado que era um curso primário muito atrasado, e que, aparentemente parecia muito adiantado.” Então tudo que existiu e que ainda existe é preciso e necessário para a lapidação (aprimoramento) do animal racional.

Tudo que é lapidação induz o animal racional a procurar a causa e aí encontra a Cultura Racional para ajustá-lo no seu verdadeiro natural.

Por a Cultura Racional ser um Curso Superior. Vinda do Mundo de Origem, do Mundo Racional. E para que embargue todo o sofrimento e toda a lapidação há a necessidade que todos desenvolvam o raciocínio. E para desenvolve-lo é só estudar a cultura dele, que é a Cultura Racional, encontrada no Livro Universo em Desencanto.

Os meus mais sinceros agradecimentos pela atenção de todos. Mantenho-me à disposição de vocês para esclarecimentos complementares se julgarem necessários. Salve a todos!

 

Free Web Site Counter
hit Counter